internet

A (insuficiente) Resposta da Prodepa

Após publicação sobre o vazamento de senhas do Navega Pará, a Prodepa se prontificou a corrigir e respondeu através de comentário o seguinte comunicado:

Nome: Gerência de Comunicação (Prodepa)
Email: ***********@prodepa.pa.gov.br
Mensagem: A Prodepa – Empresa de Processamento de Dados do Pará, em compromisso com a transparência, informa ter havido uma falha na rotina de envio de correspondências aos usuários de Hotzone do Hangar – Centro de Convenções da Amazônia. O ocorrido se limitou à informação de login e senha de acesso à Internet via Navegapará, somente a partir do espaço Hangar, sem comprometer quaisqu er outros usuários públicos ou clientes que utilizam a Rede Estadual Navegapará. A empresa neutralizou o problema assim que detectado, e se desculpa com os usuários atingidos por possíveis transtornos.

Coerente com seus princípios e valores, a Prodepa reafirma o seu compromisso com toda a sociedade em prover soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação para o Desenvolvimento do Pará.

No entanto ainda não me sinto satisfeito visto que ainda me restam algumas dúvidas sobre o ocorrido. Primeiramente, gostaria de saber o destino de meus dados. Já que tal divulgação não foi autorizada, solicito publicamente remoção de minhas informações ou que me garantam acesso para editar meus dados ou exclui-los.

Segundo, ponderei sobre a possível origem desses dados. Sou usuário do Navega Pará em diferentes espaços públicos e jamais fui solicitado de cadastro de CPF, usuário ou email. Suponho que essas informações sejam relacionadas ao Consegi, evento que acontece no Hangar, local de cujo hotzone vazaram as senhas. O Consegi foi o último evento no Hangar para o qual me inscrevi fornecendo dados pessoais.

Apesar de a resposta oficial afirmar que a apenas os dados de login e senha foram divulgados eu afirmo que não foi só isso. Além do login e senha também foram divulgados os emails. E a senha, aliás, é simplesmente o CPF dos usuários. Divulgar uma lista de emails assim abre espaço para possíveis Scams e Spams.

Portanto, a falha não foi apenas na “rotina de envio de correspondencias”. A escolha do CPF como senha não foi uma ideia tão boa, visto que o vazamento gerou indignação em centenas de pessoas, articulando uma série de processos contra a Prodepa, apesar de a lei de proteção aos dados pessoais ainda não ter sido aprovada.

Se a falha teve causa externa, isto é, causada por invasão, a Prodepa pode agora contar com a recém-publicada Lei de Crimes Cibernéticos.

Por último, eu solicito – e apelo à sociedade civil que ajude na solicitação – que se torne público maiores informações sobre o problema, como:

  • o certificado de criptografia do servidor que armezava os dados
  • o código-fonte do sistema utilizado para o cadastro
  • qual o destino final das informações pessoais após terem identificado o problema

Acredito que a disponibilização de tais dados não só promoverá maior transparência pública como também favorecerá a participação popular nos processos de gestão futuros. Pois, por exemplo, a publicação do código-fonte do sistema poderia contar com a inteligência coletiva da rede para corrigir eventuais problemas.

Anúncios
Categorias: internet | Deixe um comentário

Vazaram Senhas do Navega Pará

Meu dia de trabalho foi interrompido por um susto. Recebi na minha caixa de email várias e várias senhas de usuários do Navega Pará.

As senhas vieram em e-mails individuais com todos os outros usuários em cópia no campo PARA. Todos os emails foram enviados por HOTZONE<guardiao.prodepa@sistemas.pa.gov.br> sob o título SENHA DO ACESSO AO NAVEGAPARA – HOTZONE HANGAR.

Os emails recebidos continham as seguintes informações:

  • Nome: NOME COMPLETO DO USUARIO
  • Login: nome.sobrenome.numeroaleatorio
  • E-mail: email do usuário
  • Senha: Número do CPF do usuário
  • Enviado em: 03/12/12 Ã s 02:12:44

Não fiquei nada contente de ter meus dados divulgados dessa forma para mais de 300 desconhecidos sem a minha expressa autorização.

Além disso, tal atitude demonstra sérios problemas de segurança no Navega Pará uma vez que as senhas estão salvas sem criptografia aparente.

O que é isso, Prodepa? Enquanto não corrigirem essa situação, prefiro que retirem meu cadastro do sistema.

Update 15:54

Recebi e-mail da Prodepa informando que já estavam verificando a situação. Aguardando posicionamento da solução…

Update 17:00

Recebi mensagem confirmando que o problema foi corrigido. E parece que realmente está. Eu parei de receber os infames e-mails. Vamos aguardar o posicionamento oficial.

Sem título

Categorias: internet | Tags: , , , , , , | 1 Comentário

Um sábado para falar de tecnologia

Neste sábado, dia 10 de março, terei um dia inteiro com uma programação voltada para falar de tecnologia. Convido os leitores do blog a participarem comigo em mais um dia envolto em debates de tecnologia.

O dia começa na rádio. A partir das 9h da manhã, estarei na Rádio Unama FM em um programa sobre o uso de tecnologias por crianças e adolescentes, dentro da programação da Rádio Margarida. Vamos tratar sobre a relação das crianças com videogame, jogos em rede, telefones celulares e internet. Se você estiver em Belém, ouça a rádio na frequência 105.5, e você também pode ouvir online de qualquer lugar do mundo pelo TuneIn. Para quem quiser se aprofundar mais no assunto recomendo também a leitura de meu artigo A Paternidade na Era Digital.

Às 17h, irei ministrar o curso online Usando a Linha do Tempo para Páginas no Facebook através da Stoodos. Neste curso iremos apresentar as novidades da Linha do Tempo para Páginas e discutir maneiras de usar a ferramenta a fim de gerar maior engajamento. A matrícula custa R$30,00 e pode ser efetuada via PagSeguro. Matricule-se no site e vamos falar de tecnologias.

Categorias: internet | Tags: , , | Deixe um comentário

Eleições 2012 e a Internet

Para começar o ano de 2012, resolvi adiantar um assunto que até agora deverá ser o maior Trending Topic do Brasil: as eleições municipais.

Em 2010, as eleições foram bastante discutidas na internet, mas pouco se pode mensurar  o resultado que as campanhas online trouxeram para alguns candidatos. Porém, 2010 parece ter sido um ano de experimentação apenas. Agora espera-se bem mais dos candidatos do que antes dada as experiências passadas e o volume maior de informações, ferramentas e pessoas para auxiliar nesta empreitada.

O jornalista Sérgio Lütdke acaba de lançar um blog chamado Planeje Sua Campanha carregado de dicas sobre como planejar uma campanha online. Um lugar com ricas informações para os futuros candidatos e seus assessores.

As eleições de 2012 na Internet prometem ser diferentes não só do lado dos candidatos mais do lado dos eleitores também que a cada dia percebem mais o quanto a internet lhes empodera como cidadãos. Ainda em 2010, eu ajudei a provocar o Transparência Hack Day PA, uma madrugada hacker para trabalhar em cima de dados de sites governamentais e promover transparência pública. Esse ano já começo a pensar em mais um Hack Day voltados para as eleições.

Como você acha que serão as eleições este ano na internet? Teremos mais resultados concretos? Deixe seus comentários.

Categorias: internet | Tags: , , | 1 Comentário

Amazônia e os Blogs

O repórter Alexandre Mansur, editor de Meio Ambiente da revista Época e do Blog do Planeta, esteve em Belém na última segunda-feira para participar da palestra ‘Jornalismo Ambiental: os desafios da cobertura na Amazônia’. No evento, o palestrante sugeriu, respondendo a pergunta de um dos participantes, que o fenômeno dos Blogs poderá substituir a cobertura jornalística tradicional na Amazônia.

A afirmação decorre do fato de que as redações do eixo SP-RJ encontram dificuldades de mandar correspondentes para a região, não só pelo custo, como também pelas dificuldades de acesso que a região apresenta e até mesmo por insegurança, haja vista que alguns correspondentes abandonaram suas reportagens em função de ameaças de morte.

Mansur afirma que com os blogs “a dinamica muda. É mais democratica, pois se constrói conhecimento conjuntamente num relacionamento atemporal e sem limites de espaço.”

Categorias: internet, Jornalismo | 1 Comentário

Movimento Blogueiros Paraenses

A Karla Nazareth e o Pedrox lançaram este selo que representa muito mais que a mera imagem, mas a união dos blogueiros paraenses e a vontade de circular informação de qualidade e de se expressar.

Blogueiros Paraenses

A existência do movimento revela o forte caráter coletivo que a Internet nos dá: Blogs não são apenas páginas pessoais, são espaços de opinião pública, nos seus mais diversos conceitos.

Torço pra que a iniciativa cresça bastante. E, blogueiros paraenses, podem contar comigo!

Categorias do Technorati , , ,

Categorias: internet, Opinião | Tags: , , , | Deixe um comentário

Last.fm – O melhor serviço de rádios on-line

Last.fm é um serviço de rádios online inovador. Ele permite ao usuário criar sua própria rádio a partir dos artistas que gosta e compartilha-las com amigos.

O diferencial é que o sistema rastreia automaticamente as pessoas que tem gosto musical similar ao seu e lhe mostra em seu perfil essas pessoas. E você pode ouvir as rádios dessas pessoas também trocando informações, notícias e músicas.

Muitos artistas também divulgam seu conteúdo musical na íntegra no site, como a banda de rock paraense Madame Saatan.

Meu perfil na last.fm é: http://www.last.fm/user/lucianosb/

Categorias: internet, Opinião | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Críticas ao Ecad e Soluções

Deu no Consultor Jurídico:

“O Ecad tem um poder de dar inveja a Hugo Chávez, sem controle estatal”, afirmou nesta quarta-feira, no Senado, Ricardo Leite, presidente Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas (Feneec). “Estão querendo minimizar o valor da música no país”, rebateu Glória Braga, a superintendente executiva do Ecad — Escritório Central de Arrecadação e Distribuição de Direitos Autorais.

Esse foi o tom da audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, que discutiu os métodos do Ecad na gestão dos direitos autorais e a cobrança dos direitos no caso das músicas tocadas em filmes no cinema.

Ricardo Leite disparou contra o monopólio e os valores cobrados pelo Ecad, além de reclamar da falta de fiscalização sobre a entidade (…)

A questão do Ecad sempre me preocupou desde meu curso de música em 2004. Conheci o Creative Commons como alternativa e aderi.

Agora, apresento uma segunda opção a músicos e autores digitais: o Safe Criative. O Safe Criative oferece o serviço de registros de autoria de obras e patentes de forma GRATUITA. Uma boa alternativa para quem busca agilidade e facilidade no registro de suas obras.

O registro das obras garante ao autor uma forma de comprovar a autoria da abro e reivindicar seus direitos garantidos pela lei.

Para conhecer o Safe Criative, clique aqui.

Categorias: internet, Jornalismo, Opinião | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Pagerank = 3

O google atualizou o seu PageRank e decidi testar o ranking do Priva-Público. Ei-lo:


Meu PageRank
O PageRank (o nome é uma referência a Larry Page, um de seus criadores e fundador do Google) é o método matemático que o Google emprega para atribuir o grau de relevância relativa de cada uma das páginas incluídas em seu índice.

Leia o artigo do Efetividade.net sobre o Pagerank: http://www.efetividade.net/2007/10/25/queda-do-pagerank-seria-ataque-do-google-contra-pratica-da-venda-de-links/

Categorias: internet | Tags: , , , , | Deixe um comentário

A Internet e os Direitos Autorais

A Internet, e suas novas possibilidades de participação colaborativa por qualquer cidadão que a ela tenha acesso, possibilitou uma mudança de paradigmas e de pensamentos na sociedade moderna. Uma dessas mudanças diz respeito à Propriedade Intelectual.

É no cenário informatizado e interligado da rede mundial de computadores que surge o projeto Creative Commons. O projeto foi idealizado por Lawrence Lessig e hoje possui representações no mundo todo.

O Creative Commons pretende organizar o conflito entre as leis de Direitos do Autor atuais e o amplo acesso ao conteúdo artístico através da Internet. A proposta é eliminar os intermediários nas negociações dos direitos deixando que os autores decidam o destino e valor de suas obras. Ronaldo Lemos, coordenador do projeto Creative Commons no Brasil, dá mais detalhes em entrevista para o site Consultor Jurídico.

Walter Benjamin já apontava para uma certa crise das artes em “A Obra de Arte na Época de sua Reprodutibilidade Técnica”. Será que a proposta de Lessig irá pegar?

Eu aposto na idéia. Tanto que o conteúdo postado neste blog é, em sua maioria, licenciado sob Creative Commons. No entanto, para alcançarmos um nível de discussão maior, é necessário levar ações do tipo para outras esferas, como por exemplo, a publicação de TCCs e teses acadêmicas de forma livre para uso da comunidade.

Categorias: internet, Opinião | Tags: , , , , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: