Menina mantida em cela com vários homens

Foi a notícia que movimentou a imprensa de semana passada: Uma menina de 15 anos de idade foi presa em Abaetetuba, cidade do interior paraense distante a 60km da capital, e mantida em uma cela comum junto com aproximadamente outros 30 homens.

A imprensa nacional se manifestou frente ao absurdo triplo: uma cela superlotada, a prisão de uma menor de idade e, não menos pior, a ausência de cárcere femenino na cidade.

Sou incapaz de imaginar os horrores por que ela deve ter passado. Deixo aqui somente os relatos da imprensa nacional coletados por Ligia Martins de Almeida e publicados no Observatório da Imprensa:

“No capítulo das grandes vergonhas nacionais, merece destaque o fato, especialmente sórdido, de vileza desmedida, que é a colocação de mulheres em celas com muitos homens, para que sejam exploradas e brutalizadas sexualmente… E o mais acachapante é que a governadora do Pará suspeita de que a prática é comum – não apenas em seu Estado, mas em outros locais do território nacional – para garantir sexo aos detentos (e assim, quem sabe, deixá-los mais calmos)”. (Estadão, 25/11/2007)

“Aos 15 anos, L.A.B. mede 1,50 metro e pesa 35 quilos. Tem a compleição física de uma criança de 12 anos. Todos os dias, L. era violada de cinco a seis vezes. A situação revoltou alguns dos presos, que disseram aos carcereiros que, além de ser uma menina, ela não podia ficar na cela com homens. Os policiais, então, cortaram o cabelo longo, liso e negro de L. à faca e rente à cabeça. Como seu corpo tem poucas curvas, ela ficou parecida com um rapaz.” (Veja, 28/11/2007)

“`Era um show isso daqui. Todo mundo sabia que a menina estava lá no meio daqueles homens todos, mas ninguém falava nada´, disse uma mulher na delegacia, sexta-feira à noite. `Antes de comer, os presos se serviam dela´, lembra, inflamada, outra mulher, falando alto bem em frente à sala do delegado de plantão. Refere-se ao fato de os presos obrigarem a menina a praticar sexo como condição para lhe darem alimento. `Ela gritava e pedia comida para quem passava, chamava a atenção para si, e, como ela era conhecida por aqui, não dava para ignorar´, afirma outra.” (A Folha de São Paulo, 25/11/2007)

“A Justiça teria conhecimento da situação da Delegacia de Polícia de Abaetetuba e houve falhas na comunicação entre os órgãos de Justiça e a Superintendência de Polícia Civil do Baixo Tocantins. É o que mostram documentos obtidos pelo Diário. Além disso, vários pedidos de transferências de delegacias do interior revelam que a situação se repete em outros municípios. Entre os documentos, um ofício, anterior ao escândalo, mostra que a Superintendência Regional do Baixo Tocantins, situada em Abaetetuba, solicitou a transferência da menor antes das denúncias virem à tona, ainda que com um inexplicável atraso de 14 dias em relação à prisão, ocorrida no dia 22 de outubro. A comunicação em tempo hábil poderia ter evitado que a presa sofresse tantos abusos. O ofício nº 870/07, de 5 de novembro de 2007, enviado pelo superintendente regional, Antonio Fernando Botelho da Cunha, e encaminhado à juíza da 3ª Vara Criminal de Abaetetuba, foi protocolado na secretaria do Fórum Penal no dia 7. No documento, o superintendente pede a transferência da presa para o CRF (Centro de Recuperação Feminino), em Belém, `em caráter de urgência (…) uma vez que não possuímos cela para o abrigo de mulheres, estando a mesma custodiada juntamente com outros detentos, correndo o risco de sofrer todo e qualquer tipo de violência por parte dos demais´ .” (Diário do Pará, 24/11/2007)

Anúncios
Categorias: Jornalismo | Tags: , , , | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “Menina mantida em cela com vários homens

  1. nathgingold

    Simplesmente horrível essas notícias. Imagine o que não é publicado.
    Abraços

  2. Axo isso uma vergonha porque fizeram isso com a menina cambada de filhos do kpta , apesar do que ela tinha feito para estar ali presa mesmo assim nao merecia esse castigo vergonhoso e TERRIVEL . que ro saber quem vai pagar por isso e estou torsendo para que ela seja indenizada e quem fez isso com ela tenha que pagarr…..

  3. sei que não devemos fzer justisa

    esse delegado tem que ser preso no artigo de stupro e jogado no meio dos preso como stuprado pra que ele sinta a agonia ,omilhação que essa criança passou,por que ela não só é uma menina como ainda é uma criança,per gunto cade o direitos humanos dessa criança,agora se fosse um preso que tiveser sofrido abuso eles teriam se manifestado em defesar do mesmo.

  4. O INFERNO ESTA TE ESPERANDO SEU DELEGADO

    PODE DEIXA<SUA HORA VAI CHEGA<VC VAI SENTIR TANTA VERGONHA DE SI MESMO QUE VAI SE MATAR<SÒ ASSIM VC VAI PAGA OQUE V C FES COM ESSA CRIANÇA,NÃO É NINQUEM QUE VAI TER MATAR>>>>>>>………O INFERNO TA TE ESPERANDO DOUTORRRRRRRR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: